Uma das coisas que me perguntam bastante é: “Existem investidores-anjo no Brasil”? A resposta é sim, muitos, e essa base está em expansão para aproveitar o momento oportuno para investir antes que grandes negócios sejam feitos e se fique de fora dessas excelentes oportunidades. A verdade é que existem muito mais investidores-anjo no Brasil que estão escondidos do radar, e outros que nem sabem que esse termo existe. É fato que nosso país tem muitas oportunidades e o investidor inteligente sabe quando entrar num mercado em Continue

Você como investidor anjo de startups tem uma missão. Uma valiosíssima missão de, não apenas trazer capital e combustível financeiro para o negócio – mas muito mais importante – desenvolver a inteligência do negócio. Como empresário(a) de um (ou mais) negócio bem desenvolvido e de sucesso você já adquiriu uma gama de experiências, conhecimentos e estratégias extremamente importantes para levar um negócio de um ponto a outro em termos de escala de sucesso empresarial. A famosa curva de aprendizado que demora anos para alguns, e Continue

Estar no local certo na hora certa (e conhecer as pessoas certas!) é o que faz um investidor de sucesso encontrar as oportunidades que serão realmente diferenciais no seu portfólio. Nesse vídeo eu mostro como uma pequena empresa surgiu de um pequeno café de bairro, virou uma febre mundial e obteve valorização de inacreditáveis U$ 22.000.000.000,00 (BILHÕES!!!). Que empresa é essa e o que você pode aprender com seus fundadores? Confira no vídeo Deixe seu comentário abaixo!

Artigo retirado do blog Startupi Artigo por Lucas Pimenta Júdice* O ciclo de uma startup é comum para todas empresas nascentes: da ideia à execução. Pouquíssimos são os empreendedores que se preocupam em moldar sua estrutura jurídicas desde o momento zero, quando ainda se pode evitar prejuízos futuros (jurídicos, societários, consumeristas, regulatórios, e outros). Portanto, pelo bem de sua startup, confira 7 grandes erros jurídicos que empreendedores cometem durante a execução daquela ideia brilhante! Erro 1: Não pensar na parte jurídica No Brasil não há uma Continue